Bootstrap Slider

Chegamos ao terceiro mês do Pitico e passou TÃO rápido esse primeiro trimestre. Daqui a pouco volto a trabalhar e não vou conseguir acompanha-lo 24h como faço hoje. Dá um dorzinha no coração mas admito que estou sentindo falta da rotina do trabalho. Mas voltando a falar do Lucas, esse foi um dos meses mais gostosos. Lucas já interage mais com a gente, ri, conversa. Que delícia!

Alguns marcos deste terceiro mês:

  • Primeiro banho no chuveiro: 27 de outubro
  • Turistou por Niterói: 2 de novembro
  • Primeira viagem: 5 e 6 de novembro

  • 5.495kg e 56cm
  • Já usa fraldas M em todas as marcas
  • As roupinhas ele já usa M na maioria das marcas. Alguns modelos P continuam servindo nele.
  • Custa a dormir de dia, tira pequenos cochilos mas à noite é um reloginho. Dá 20h ele começa a dar sinais de que quer dormir. As mamadas da madrugada continuam no mesmo padrão desde o primeiro mês: acorda por volta das 2h e depois às 5h;
  • Dormiu por alguns dias na nossa cama mas já está no berço dele, devidamente instalado no nosso quarto. Se adaptou super bem ao berço e mamãe agradece porque tava dormindo toda torta, rs. É espaçoso que é uma beleza!
  • Assiste televisão direto. Desenhos musicais costumam chamar mais a atenção dele, como Mundo Bita e a Galinha Pintadinha;
  • Está quase virando!
  • Começou a puxar meu cabelo e pegar pequenas coisas;
  • Morre de rir e já conversa – por enquanto só com meu pai. Ama esse avô!
  • Continua a amamentação exclusiva nos seios mas mama LM na mamadeira quando preciso fazer alguma coisa;
  • Descobriu as mãozinhas e elas estão na boca o tempo todo. As vezes olha para as mãos e morre de rir, acho lindo esse momento de descoberta;
  • Adora passear de carro. Quando coloco ele na cadeira já começa a rir. Levamos ele para tudo que é canto conosco e ele tem sido um ótimo parceira de aventuras, rs.

Meu Pitico, você tá crescendo tanto. Fico tão feliz de te ver descobrindo o mundo e mais ainda por poder ver de perto cada um desses momentos.

Antes do meu Pitico nascer eu já ia nas farmácias procurar o “cheirinho do Lucas”. Escolhi alguns sabonetes líquidos para testar e hoje volto com o que funcionou ou não por aqui. Eu não testei todas as opções no mercado, até porque tem coisa pra caramba. Mas as opções aqui cabem em todos os bolsos certamente.

Todos os que uso são do tipo “da cabeça aos pés”. Lucas ainda não usa shampoo e condicionador. O mesmo produto serve para o corpo todo, o que facilita muito na hora do banho.

Sorry pela montagem tosca :)

Sorry pela montagem tosca 🙂

Natura Mamãe e Bebê – É o que mais gostamos aqui. Ele não irrita a pele, não resseca e o cheirinho é uma delícia. É a o mais caro entre os que usamos mas Lucas fica tão gostosinho que vale a pena cada centavo. Gostamos tanto da fragrância que compramos a colônia para ele usar também. Virou o “cheirinho do Lucas”.

Glicerinado da Granado – Eu adoooooooooooro o cheirinho desse. Já tinha feito estoque dele aqui em casa só que ressecou MUITO a pele do meu filho. Ele é bem espesso também, faz muita espuma. Reprovado porque ressecou a pele do Luquinhas mas eu adoro a linha.

Hora do Sono da Johnson`s – Eu não levava fé nele, compramos porque “vai que né?”. E deu certo. Ele faz parte do ritual do sono do Lucas. Ele toma banho com ele à noite e começa a relaxar. Quando ele tá atacado durante o dia também uso esse sabonete pra ele ficar mais calminho. Já fizemos estoque dele aqui em casa.

Extra Suave da Huggies Turma da Mônica – Foi o primeiro que o Pitico usou. O cheirinho dele é uma delícia, cheirinho de bebê mesmo, sabe? Não causou irritação e nem ressecou a pele do Lucas. Depois que acabou não compramos mais porque já tínhamos outros em casa, mas se ele aparecer em promoção vou estocar também, rs.

Baby Dove – É o que mais usamos no Lucas. O cheirinho é suave, não tem cheiro de bebê bebêêêê. A pele dele fica suuuuper macia e até já caiu no olho dele e ele não reclamou. Um dos meus favoritos.

Recém-Nascido da Johnson`s – Mais um aprovado. Tem cheirinho de bebê bem suave, não ressecou a pele e deixou a pele super macia. Dessa linha também uso o óleo, mas conto mais em outro post.

Espero que tenham gostado. Quem tiver experiência diferente com esses produtos deixa aqui no comentário, se quiser indicar algo também pode falar.

Beijos!
Lu

 

Não sei se já falei mas eu tenho uma irmã caçula. Tatiana nasceu um pouco depois de mim, nossa diferença é de 1 ano e 2 meses. Eu era praticamente um bebê quando ela chegou. Eu sou completamente apaixonada pela minha irmã. Claro que sempre rolou aquelas brigas intermináveis, socos, tapas, puxões de cabelo e mamãe (ou vovó) forçando a barra para aquele abraço de fazer as pazes. Nossa relação é ótima. Posso dizer com toda convicção do mundo que tenho mais que uma irmã, uma amiga. Um pedaço de mim em outro corpo. Já disse que sou apaixonada por ela né? =) Acredito que o sucesso seja justamente por conta da nossa diferença de idade, crescemos juntas, acompanhamos uma a outra em todas as fases. Só que essa diferença de idade gerou em mim por muitos anos um ciúme ENORME.

Eu sempre soltava aos gritos pros meus pais que ela era a querida, a preferida etc. Que irmão nunca teve esse rompante não é mesmo? Mas eu não falava isso apenas da boca pra fora nos momentos de raiva, eu realmente acreditava que meus pais eram capazes de amá-la mais do que a mim.

Eu tava assistindo há pouco uma nova série do Netflix, The Crown. Ela conta a história dos primeiros anos do reinado da rainha Elizabeth. Aliás, fica a dica da série! Em um dos episódios há um conflito com sua irmã, a princesa Margareth, que joga na sua cara que ela era a querida do pai. A rainha-mãe até argumenta que as duas eram amadas igualmente, mas elas não mudam de opinião.

Foi nesse ponto que me lembrei da minha mãe, que tantas vezes falou o mesmo para mim. Eu olhei para o Lucas, pensei em tudo que vivi ao longo desse ano com ele, da gestação até esses primeiros meses de vida. Vi todo o amor que tenho por ele, o orgulho que sinto por cada conquista dele, os sacrifícios que fiz e faço por ele. Se eu tiver outro filho, conseguiria amar diferente? Conseguiria carregar no meu ventre, passar pelo puerpério, as dificuldades da amamentação e amar menos? Acho muito difícil.

Mamys e suas crias

Mamys e suas crias

Sabe quando sua mãe diz pra você “quando você for mãe você vai me entender”? Eu tenho vivido bem isso. Aí penso o quão cruel eu fui com meus pais várias vezes. A maternidade não me tornou apenas mãe, mas sim uma filha melhor, uma irmã melhor. Lucas gerou em mim um amor que transborda, um amor que ele vai aprender e ter certeza desde pequeno que é igual entre os irmãos.

E mãe, obrigada por nunca ter desistido de falar isso pra mim. Te amo!