Quando escrevi minhas metas para 2016 a que eu menos levei fé foi a que já estava “acontecendo”. Eu disse que queria engravidar especificamente do Lucas e ele já estava dentro de mim. Lucas foi o melhor acontecimento deste ano que se finda. É engraçado que quando penso em 2016 só ele me vem a mente. Descobri a gravidez na primeira quinzena de janeiro e hoje o Pitico está com quatro meses e meio. Ou seja, ele tomou conta do período todo – assim como da minha vida.

Mas 2016 também me trouxe outras coisas boas. Não termino o ano tão mais magra e a luta com a balança segue em 2017, mas dentro de mim sinto que tanta coisa mudou.

  • Aprendi a valorizar as coisas e pessoas que realmente valem a pena;
  • Não me estressei tanto com coisas pequenas;
  • Vi motivos para sorrir na adversidade;
  • Busquei a Deus de todo coração e o encontrei quando precisei
  • Descobri verdadeiras amizades em pessoas inesperadas;
  • Mantive os amigos certos;
  • Tive ajuda quando precisei – e sem pedir;
  • Reforcei dentro de mim que não há nada igual as laços familiares;
  • Pratiquei o amor e o perdão àqueles que me magoaram.

Para 2017 eu quero estar cercada da minha família, viver com intensidade e comemorar o primeiro ano do meu filho, continuar trabalhando no que eu amo, terminar de arrumar a minha casa, viajar mais. Quero saúde, alegria, paz, segurança e muitas bençãos de Deus.

Uma coisa que vou fazer aqui pra mim é o Pote da Felicidade. É um pote (claro!) onde vou colocar momentos felizes e que devem ser lembrados. Aqui no blog da Imaginarium tem mais informações e um passo a passo. Espero que gostem da ideia e coloquem em prática também.

Feliz Ano Novo para vocês! Que 2017 nos traga muitos motivos para sorrir!
beijos,
Lu