Natal é aquela data que você passa em família, com o tio do pavê/pacumê, a avó fazendo o peru e a melhor farofa do mundo, as suas tias (esposas dos seus tios) disputando quem fez o melhor doce e seu primo pirralho abrindo os presentes antes da hora. Sempre foi assim. Mas agora você casou e, se você quer continuar passando essa data com sua família precisa lembrar que seu marido tem o mesmo desejo. E aí, como resolver essa equação?

Esse vai ser meu segundo Natal casada. Então eu estou muito experiente e posso dar as melhores sugestões pra vocês. Mentira! Ano passado testamos um modelo. Deu certo? Em parte. Esse ano vamos fazer algo diferente. Se vai dar certo eu não faço ideia, mas só me resta tentar. Vou contar pra vocês como foi em 2014 e como será este ano.

family-christmas-pictures-xdwdhzrq

2014 – foi uma maratona muito cansativa. Visitamos três casas só na noite do dia 24; no dia 25 começamos o dia cedo para o café da manhã do meu pai e teve almoço na casa de duas tias. Foi ótimo, vi muita gente, abracei todo mundo MAS como falei, foi muito cansativo. Demais.

2015 – vamos fazer a ceia de Natal aqui em casa. Convidamos a minha família e a de Dudu, além dos sogros e cunhada da minha irmã. Será um Natal com família grande, e tem tudo para ser uma ótima experiência.

Se você continua na dúvida, vou te dar umas dicas:

  • Converse com seu marido e analisem juntos as tradições da família, qual família vai ficar mais magoada, o que vocês não abrem mão;
  • Aprenda a ceder. Se a família dele tem o Natal como a festa para reunir a família toda porque moram longe e é um momento único no ano, e você está sempre com seus pais, ceda;
  • Sonda a família com antecedência para ver quais os planos deles;
  • Não jogue a culpa no seu marido por não estar com sua família. A decisão é dos dois;
  • Não se dividam, fiquem juntos. Conheço casais que cada um vai pra um canto em datas comemorativas. Não abram mão de ficarem juntos!
  • Uma boa dica é revezar. Se ano passado você foi para a família dele, use esse argumento para ficar com a sua;
  • Lembre-se que são dois dias: jantar no dia 24 e almoço no dia 25. Se a virada foi com uma família, almoce com a outra.

Espero ter ajudado!
Não torne essa decisão um inferno ou motivo para brigas. Natal é época de amor e comunhão, vivam isso dentro do lar de vocês.

beijos,